ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, 26 de julho de 2016

TOUT COURT UMA PELÍCULA DE NÍVEA MORAES MARQUES



UMA PELÍCULA DE NÍVEA MORAES MARQUES

                                                                          Jur tu jur
Tout court

                          Genevive escreve uma carta bomba para seu velho e ingrato amigo juiz pedindo-lhe um último favor à maribunda amiga: “case-se comigo, ou mande aquele bicho dos infernos vir responder uma desidita nas barrras deste teu mequetrefe tribunal de homens e gentes, eu posso ser o promotor e (co-autor no seu juízo.

Ele secamente: Nâo (tenho ciúmes demais de você para o ridículo da questão.

Genenivne não dormiria mais desde então.. desde e então seus sonos seriam sobressaltados como se aquele bicho soprasse sua fotografia e seus lábios a fizesse extremessser a léguas e léguas, um brinquedo caro demais movido a sentimentos (coisa que a tecnologia ainda sonda a venda de patente e bicho continua a estudar propostas.

Mais um dia e só canções!: hoje é a solidão, bele de Jur, tu vens taxi lunar na voz de Alceu

Quando e por quê voltariam a se ver?

Bicho, Genevive, em que paraíso, em que dimensão imantados e sob que músicas, nus, sob notas musicais, sob o sol, protegidos pela força...

Como seriam seus diálogos, falariam feito passarinhos bobos, piando, ou como aves mais raras, mais raras, mais improváveis? Como seriam os seus diálogos, (por favor de não mais partir...) porque já não há mais emendas na fita de nenhuma película para aguentar flashbacks nem flashgoings! Basta!

Tendo-se encontrado pela milhonésima última vez, como? Onde? Seria o próximo encontro?
Genevive aceita tomar os últimos três remédios de sua vida, numa última tentativa de tratamento e os chama tirando de dentro uma última força changoiana: “zécadiabo, bemamado e amorzinho”, encara os três comprimidos prescritos por Thales de Mileto seu “psiquiatra” e meio cambatiando vai escrevendo a metro: meu bemditomeubemamadomeu bicho venha ter comigo, não, antes vou entregar, não, antes vou pedir umas férias remuneradas no serviço, depois vou pra Minas ter com um músico testar novo nascimento na nova rua aurora rasgar roupa pra tentar meio de vida afinando coração no lodo orquídea assim novamente margaridas na boca no recheio oco da abóbora digo hoje vou rasgar de aurora todo o peito e depois costurar o meu defeito com a linha invisível com que também costurastes o teu coração porque conjugar o verbo amor é amar. E se depara com o sorriso de uma linda Mulher...

Bicho quase se comoveu mas não, começa a andar e a rastejar na latitude Norte, norte ele tem demais. Precisa deixar-se embalar pela voz, pela cantiga de new xerezade Genevive. Precisa inventar coisas que confundam demais a rota de xerezade Genevive pois ela conhece demais o caminho para o coração desse pobre bicho coiso e ele não quer! Mas quereria sim... de todo jeito!

Jeito é o que ela mais sabe procurar!

Seguindo pra Minas ela faz uma pausa no Rio de Janeiro e se encontra com Tina Zulpério Casé e La lhe abre o sorriso os braços sua Casé, digo casa e formam uma linda dupla de amigas e é o raio de sol mais lindo e esse é so o começo do sol e elas encenam peça, publicam livro  e bicho fica hipinotizado, biço vai virando bicinho e biço vai se chegando chegadinho (ainda sem saber falar) eles apenas dançam entrem as árvores do PE de coisa, no quintal da Casé no esquenta do esquenta e ensaiam danças e onde mais sob os holofotes chamando todos os mal olhados dos mundos sobre eles e não pega, não pega não porque eles (santo Estevão e Regina, a rainha< os abraçam e os beijam e os protegem de todo o mal)

Nesse filme tem mais cenas do que falas

As falas finais seriam:

Viu meu bicim eu não disse que eu conseguiria (te juro amor eterno!)
Água morro abaixo fogo morro acima quando uma mulher quer ela quer mesmo e consegue! Vc me conquistou desde o começo e agora o destino adjudicou! (te juro amor eterno!)
Tout court
MÚSICA NOSSO SONHO CLAUDINHO E BUCHECHA (e todas as músicas lindas de claudinho e Bochecha)

Nenhum comentário: