ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Aprofundando o noivado de nós




Para curar Nnossas cinco chagas:
Eu quero te dizer com meus gestos, segurar tuas mãos, colocá-las na minha garganta, nos meus cabelos, no meu sexo vestido. Porque só te permitirei possuir todo o meu corpo quando nos casarmos, como convém a dois católicos que somos. Tendo em vista a beleza de mais de 25 anos de namoro santo, isso é o que justifica o meu amor. O seu amor por mim é pouco diante do tamanho da sua responsabilidade, que é pouca face o meu amor por tudo o que és, pois amo demais a mim mesma para te esquecer e amo demais a vc e pouco ou quase nada a mim mesma por te dar esse amor imoral e imortal.
_ prometo levar meu notebook Just in case de você se cansar de mim e poderei te distrair com essas coisas que escrevo só par te dignificar e também ao nosso Senhor, como poderíamos deixá-lo de fora disso?
Deus quer entrar e permanecer nessa união que já travávamos, mas que necessita do Sacramento para bênção e compreensão, no sentido de compreender, entrar dentro, entrar dentro com tudo o que nos abençoará, porque assim a Igreja nos diz que é preciso, e eu sei que é preciso porque é precioso, porque é a hóstia que Deus nos dá, ainda que a minha e a tua seja os nossos corpos mesmos, mas para que as nossas almas descansem na paz de Deus com todos os resultados que daí advier, é preciso o Sacramento: “meu bem querer é segredo é Sagrado está Sacramentado em meu coração.”
Agora com metáforas:
Nada nem ninguém no mundo pode separar um casal sonhador.
Parece sujo falar em casal dessa forma.
Não somos um casal
Estamos nos acasalando a cada chute na boca do estômago a cada dentada na bunda de idosos indefesos, estamos nos acasalando, veja bem, mas casamento precisa de chuva doce de arroz, amigos alguém pra testemuhar.
Romeu e Julieta é Shakspeare eu sou Jorge Amado e a Zélia e você?
Estamos tão perto geograficamente vc está no Rio e eu estou em Barra Mansa. Preciso te tocar, preciso te dar um beliscão pra ver se eu não estou sonhando, claro, contigo. Vou puxar o seu saco até conseguir o que eu quero, depois você vai ter de inventar muita coisa pra me convencer em ficar uma eternidade com você mesmo estando casados sob a proteção dos céus.
Eu preciso do pão que é teu corpo, preciso te ver te dar um abraço igual ao que dei no Helio meu compaheiro de trabalho. Amo trabalhar , vem trabalhar comigo, por favor.
Vc pode mandar um carro pra me buscar?
Um carro como o de Elias, arrebatado, como Jesus em outra ocasião também foi, só que Ele passou pelo nascimento, morte e ressureição.
Fecha as brechas do diabo em mim, nos meus pés, nas minhas mãos, nos meus olhos, nas minhas narinas, na minha boca, nos meus ouvidos, na minha cabeça.
Ai que gostoso foi te ouvir hoje, mesmo sabendo que ainda não é a Tua voz que eu quero pra mim.
Eu pude te aprisionar uns poucos minutos, mas eu quero essa prisão e mais a dos textos que também ensaias pra me dizer, coisas mais lindas que tolas, coisas mais simples e perfeitas como o VERBO DE DEUS.
Você me pede pra te falar sobre os nossos toques dentro dessa imensa realidade que é a vida e te digo
Da primeira vez que ti vi: logo me apaixonei mas não aceitei tua idade, minha idade muito distantes num tempo em que não te conhecia, pensava muito afobado um beijo tatuado, mas eu já o queria muito.
Da segunda vez fui te dizer que também era poeta e das boas e ia com minhas letras tão puras te pedir abrigo de irmão e você não novamente me doaste teu sexo.
Da terceira vez eu fui te dar a impureza do meu sexo que você só você poderia redimir, você se entregava e estancava, como a me ensinar que ainda faltava muito pra você me tocar como tua.
Da quarta vez vieste-me como namorado e eu como suicida, abracei a tua bunda e te dei um pedaço de céu no beijo mais puro às margens do rio Paraíba no espaço cultural mais rico de Barra Mansa o SESC – RIO. Te amava e me despedia, despedia-me daquela canalhada que tudo de mal havia dentro de mim e de ti. Erradicamos as doenças, os rancores, as violências impuras.
Da quinta vez, da sexta vez, que apenas se dá através de vozes loucas, mas não me importo se é você eu quero assim mesmo.
Da sétima vez o noivado completo e o casamento, teremos duas casas a tua e a minha, viajaremos abraçados e quem sabe a poesia permita que eu vá deitada no Teu colo apesar de tanto peso pendente que só você também poderá curar com muito amor e sexo, não importa se é sexo como as leis da natureza, mas sexo verdadeiro como é o nosso pedaço de pão. Eu temo esse dia se for de supetão, mas eu sei que eu tenho as coisas mais lindas pra te dar, quando estou descansada, bonita, confortável. Meu boa noite mais sincero, apaixonado, a te injetar vida e sonho, paixão que deve permanecer do primeiro ao último dia que não existe, que não existirá nunca, porque o Senhor nos concederá a eternidade na bênção do Sacramento.
Se Jesus pudesse me amar como você o fará como seria: paixão viole(n)ta
Se eu te amasse como Jesus te ama como seria: amigo-irmão
Se Jesus te amasse como você me ama como seria: uma pedreira gelada que está sob efeito estufa derretendo...
Se Jesus te amar como eu o faço desde o primeiro dia como seria: um vexame da natureza e que por isso mesmo é o mais belo amor de todos os tempos, de toda a literatura, de nada nada, tantos mais bemaventurados, mas eu te amo, ainda como noiva que sonha com o segundo dia do nosso casamento, rogando pelo primeiro.
Eu NÍVEA MORAES MARQUES
Recebo-te a ti THIAGO DE MELLO como o meu legítimo esposo em nome de Jesus e da Igreja,
Na saúde e na doença
Na alegria e na tristeza
Amando-te e respeitando-te e a teus pais todos os dias de minha vida
sendo fiel cada dia, cada dia única no amor sincero que sempre tive por ti, pois apesar de tudo sempre f
ui sincera em minhas palavras, atos e omissões, por isso Deus nos perdoa tanto caminho sem minhas mãos nas tuas e as tuas nas minhas mãos...

Nenhum comentário: