ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sábado, 1 de fevereiro de 2014

DE MALAS PRONTAS RUMO À TERRA SANTA



Hoje tenho em minha boca
Uma canção de despedida:
Não posso ser a mesma
Pisarei os passos do Senhor
Como se fosse uma mulher
Feito Maria, a irmã de Lázaro
Ou a Madalena, ou a Santa Mãe
Eu serei a mulher do poço e seus muitos maridos
Ou serei a hemorroísa, com doze anos de sofrimento e fé
                   
Para pisar os caminhos do Senhor eu preparei mala, fotografias
E mãos postas
Meu coração vigia, olho o chão que piso (solo sagrado)
Olho pro céu adivinhando as cores que ele terá
Piso sagrado para os Teus pés
(Que sempre me encontram)
Abençoa-me no Sagrado de Tua Terra Santa
Faz-me um vaso novo capaz de carregar por tantos mares
As águas puras.

...Nívea...

Um comentário:

Eduardo L Resende disse...

Belo poema, Nívea! Faça uma boa viagem, e volte carregada de bençãos.