ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quinta-feira, 14 de março de 2013

O PÃO DE CADA DIA



O pão de cada dia
Nívea Moraes Marques

Que o pão de cada dia não seja
A fome de teus lábios

Que o pão de cada dia não seja
O pulsar da minha raiva

Que o pão de cada dia não venha
Com desgostos e lágrimas

Que do pão de cada dia
A língua, dele se recorde com o gosto de gostar

Que o pão de cada dia
Não me venha de remorsos e exortações

Que meu pão de cada dia
Seja a límpida hóstia do canto
Que me faz humana e a Deus O faz sempre Deus
Que venha pela mão fraterna carinhosa
E quando aberto ou semeado tenha sempre perfume de pão
E umas mãos calejadas, que amam seu trabalho, a ofertá-lo assim
Como se fosse flor.

Nenhum comentário: