ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quinta-feira, 14 de março de 2013

O PÃO DE CADA DIA



O pão de cada dia
Nívea Moraes Marques

Que o pão de cada dia não seja
A fome de teus lábios

Que o pão de cada dia não seja
O pulsar da minha raiva

Que o pão de cada dia não venha
Com desgostos e lágrimas

Que do pão de cada dia
A língua, dele se recorde com o gosto de gostar

Que o pão de cada dia
Não me venha de remorsos e exortações

Que meu pão de cada dia
Seja a límpida hóstia do canto
Que me faz humana e a Deus O faz sempre Deus
Que venha pela mão fraterna carinhosa
E quando aberto ou semeado tenha sempre perfume de pão
E umas mãos calejadas, que amam seu trabalho, a ofertá-lo assim
Como se fosse flor.

segunda-feira, 4 de março de 2013

AINDA FALTA UM POUCO



Ainda falta um pouco...
Nívea Moraes Marques

Ainda falta um pouco
para me despedir de você.
Tirar cada estilhaço da bala
que cada dia disparou no centro e na periferia
do meu corpo
Quase indefesa, retirei-me, como a suprimir-lhe
o alvo.
E em cada dia dentro de mim se prepara um safari,
sem animais, selvagem sou eu mesma
e meu pranto e minha vida, que se contenta.