ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, 4 de abril de 2012

O ENCONTRO



O encontro

Ela, com pés delicados
Dedilhando fados
Pulsante coração

Ele, vem andando exausto
Calmo de dor estarrecida
Sábio cordeiro de sangue pingando

Ela então o acompanha em silêncio
Por todo o caminho
O seu filhinho
(para as mães os filhos nunca crescem)

Desde o início dessa viagem
Do filho
Há uma hora do encontro
Com a mãe
O calvário não é nem mais bonito
Nem triste porque esse encontro existe
É mais doce, é mais vida é mais uma pintura
Que fura o meu coração e o seu
Duas criaturas portadoras do mesmo sangue, derramando-se
Coração pobre de anjo
Coração rico de Deus
Oração para lábios cansados
Arrisca mais um pouquinho
Só mais um pouquinho
Nessa dor exigente
Que no calvário verticaliza-se:
há a cruz;
Extravasando ressurreição!

...Nívea...

Nenhum comentário: