ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

GRÃO



Aníbal, Dondinha, Edair, Eugênia, Inéia, Kátia, Lidinha, Patrícia, Rodrigo, tio Tião, vô Joãozinho
Lembro com a morte desses queridos a vida que me enche de lágrimas os olhos
Refaço seus caminhos comigo e convido Jesus para nos acompanhar nessa jornada
A cada missa estamos unidos, ainda que distando intransponíveis mundos
Rezo por sua salvação, parentes e amigos que intercedem por mim
Vida que vive ainda que escondida no pão
Quero comungar nossa vida
E encher de significados sãos
A vida do hoje para sempre
E escrever no livro da vida
Todos os nomes que eu souber
Todos os nomes que eu puder
(até dos meus inimigos)
Para ensinar à morte que todos eles vivem
no bordado da minha letra, também porque
partiram do esforço da minha mão
(um irmão é entregue pelas mãos de outro irmão)
Alcançando de Deus, numa única palavra, uma segunda ordem:
VIVE!

Nenhum comentário: