ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, 1 de março de 2011

A PELE DO MEU CORPO É SERPENTINA E CONFETE

Cheia de Parati
Nivea Moraes Marques

Fiz da serpentina e do confete
a pele do meu corpo.

O repique invade o coração cansado
e a cuíca marca o tino do sangue na veia

Fiz da serpentina um casaco
e do confete confeitos

Eu não culpo o carnaval
por meu rosto triste

Parati enrola a língua
e eu canto sambinhas na chuva

(qualquer um que vê
me pensa ausente,
triste, em solidão...)

Não culpo mais o carnaval.
Minha Escola é a esperança
Meu tempo é o todo instante
minhas saias é um girassol ao meio dia!

Eu caibo inteira na garrafa
Cheia de Parati.

Nenhum comentário: