ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

NOS BRAÇOS DO RIO

Solitude
(Nivea Moraes Marques)



“(...)
Um chopp gelado em Copacabana
andar pela praia até o Leblon”

(...)

e quando você me envolver
nos seus braços serenos eu vou me render”
Tom Jobim e Chico Buarque



“É na soma do seu olhar
Que eu vou me conhecer inteiro
Se nasci pra enfrentar o mar
(...)”
Chico Buarque


“Porque tu sabes que é de poesia
Minha vida secreta”
Hilda Hilst





Por acaso nessas ruas do Rio, feitas de pedra e areia, é que encontro o amor
Como se fosse o amor uma boneca
de porcelana descascada.

Ainda que um hospital de boneca seja necessário à reabilitação...
Bastava seu sol, seus ares de sal
Encontro no Rio o que falta em mim
Como se faltasse um coração que pulsasse
Ou melhor, tivesse um ritmo a se impor
a tudo que houvesse ou fosse razão
Para ser inteiramente tua
(Como é minha, agora, esta solidão.)

Nenhum comentário: