ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

ESBATAMENTO

Enigma de cedro
(Nivea Moraes Marques)



“Teu segredo é tão parecido contigo que nada me revela além do que sei. E sei tão pouco como se o teu enigma fosse eu. Assim como tu és o meu.”
Clarisse Lispector


Enigma-flor
apodrece meu coração
de leite e pedra
debulhado

Enigma-mãe
como se eu acabasse
de nascer pra dentro
e arrebentasse o meu próprio
sangue
em mil pastagens consumidas
pelo fogo de estações secas

Enigma-tarde
amadureço como uma tarde tingindo
de azul anil
promessas e
esperanças

Assim como tu és meu, assim como eu sou tua, o enigma não é essa pertença, sutil e de tempos finitos e infinitos, enigma é sabermos cada um como nos chamarmos neste tempo,
Tempo de desencontro, tempo de descalabro, tempo de bravatas e abotoaduras, tempo em que conjugo verbos distantes e você sonha com dias melhores. Ao vento... Vamos ao vento!, até um esbatamento.

Nenhum comentário: