ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, 12 de julho de 2010

FUTURO NAMORADO

Lá fora está chovendo
Nivea Moraes Marques

“Venha sem guarda-chuva - mesmo se estiver chovendo -”
Adélia Prado

Venha sem guarda-chuva por favor e se for estação em que chove, melhor ainda.

Venha com camisa azul, venha sorrindo verdades, venha planejando ternuras, venha como quem já conhece o caminho até mim.

Venha às tardes, venha à noite, venha de manhã, toda hora seja feita para que você venha.

Se meu sorriso não te convencer que tuas viagens foram necessárias, me convença do contrário, ou do avesso, ou do nada disso, eu quero conhecer os teus argumentos.

Quando for chegando o sono, vá do mesmo modo simples como veio, usando as pernas, caminhando sobre pedras e asfalto, caminhando sobre a minha vaidade boba (quero ter que dar o braço a torcer e descobrir que é chegado o tempo propício, apenas é chegado o tempo).

Não quero que a minha e sua mão se unam porque é para se unirem é que foram feitas, eu quero que elas se unam porque justamente elas não tinham que se unir, elas se unam porque só nesse o tempo esperado para que fizessem isso.

Mas um tempo esperado não por nós, mas pelo Pai, que colabora com meus sonhos, que colabora com meus sonos, que colabora com tudo aquilo que não é óbvio, mas que é o mais certo, o mais seguro, o mais singelo e o mais puro.

Nenhum comentário: