ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, 18 de junho de 2010

JOSÉ SARAMAGO

Irmãos de Leite
Nivea Moraes Marques


“Nem eu posso fazer-te todas as perguntas, nem tu podes dar-me todas as respostas.”
José Saramago


Acabo de saber que tu te fostes para paraísos impensáveis enquanto vivias.

Sei que teu encontro com Jesus te revelou o que sempre soubestes, o que sempre criastes, o que sempre inventastes nesse sonho arrepiado que nominamos: palavra.

Penso-te à porta e que ela se abra! (rezo já por isso) Penso que por mais absurda que seja, a vida de quem contribui para alargar as margens do mundo sempre deve ser aproveitada por Deus (o que se há de ainda fazer por lá!).

Ou purgatório ou o céu, não deves te meter no inferno, as mui altas temperaturas não são propícias às palavras, que devem refrigerar pela amplitude de espaços e nunca enclausurar e sufocar com suas quermesses e panelas, suas cegueiras e planos de fuga, seus silêncios e viagens pela aldeia, sua busca de encantamento e sutil morada em algum pedaço de coração humano.

(Até os animais, quem sabe, possam também compreender-te o ponto.)

Acabo de saber que faleceu teu corpo. Que caminhos poderá seguir a tua alma, na companhia de quem até a presença Santa? Como te comportarás no tribunal?

Eu, tendo já passado a procuração para Maria, ela que diplomou-se à custa de sangue filial e espadas trespassadas no coração, conhecerá melhor todas as tuas saudades, todas as tuas indignidades, todas as tuas obras de paz e de alegria.

Mas acredito, que neste caso, o tribunal se dissolverá, e os atores cansados e surpresos com tua presença, deixarão para Jesus a tarefa desta inaugural conversa:

Jesus: Eu vivi o teu evangelho, à medida em que tu o ias construindo. (E o revivi sob os olhos de cada seu leitor...)

Saramago: Eu vivi o teu evangelho, lutando para dar voz ao que era sua voz em mim.

Hoje faleceu o idioma de Saramago, eu só pude me atrever até aqui, daqui em diante é um fazer saudade nessa pátria, nessa flor, nesse sistema uno e variável - o Português - que sempre nos fez irmãos de leite.

2 comentários:

Camila Marques disse...

Nini,

lindo como sempre!
Pena que ele não pode vir aqui e contar como foi lá no tribunal!
rs

beijo,
Camila

Nívea Moraes Marques disse...

Irmã, obrigada por tuas palavras e agora ainda mais qualificadas ainda, pois que somos irmãs também nas mal traçadas linhas rsrsrs
A Taís adorou seus textos, quero ver mais!
Quanto ao tribunal, um dia vai chegar a nossa hora rsrsrs, espero que seja a hora certa!
Beijo, beijo, beijo, te espero nas férias! Nini