ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, 1 de abril de 2009

HABITANIA

Habitania
Nivea Moraes Marques

"(...)
pensaria que encomendo minha alma, não que digo teu nome."
Atencia

Dentro do meu rosto habitam
sete aves
nove mulheres
e 33 expressões
O suor que exuda o meu rosto
molda varandas, janelas, luvas nessa pele
quase jovem
Existiam dias para perceber outras
faces (quase as mesmas)
mas hoje, agora, ultimamente só observo
paisagens, bois e nuvens
Dentro do meu rosto habitam
sete véus
nove mulas
e 33 escravos
Por meus olhos avisto casas caiadas, jarro de
flores e frutas de vez
não há móveis e couros curtidos
nem remédios para dores que não perecem
há pasto para coisas inúteis
e velas para viagens ao redor do nada.
Dentro do meu rosto habitam
habitam e desabitam
chovem e secam
derrubam e constróem
Dentro do meu rosto habitam
livros traças e bichos
delicadas selvagerias delicadas verdades
delicadas hospitalidades
E habito o que tem dentro da minha
face, não como um hóspede,
mas como dona
mas como quem tem vida plena
mas como um caleidoscópio doce
e desde ontem pude me responder:
não é seu nome que habita o
meu corpo,
apenas suas mãos.

Nenhum comentário: