ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

MAÇÃS

Maçãs
Nivea Moraes Marques


“rouba-me as maçãs
do rosto”
Lorena Martins


Dentro de tuas mãos, colhidas as minhas maçãs do rosto.

Em silêncio, desfiguro-me para te doar um pedaço do que sou.

Como figura de Pablo, não me reconheço ao olhar-me no espelho.

Esta transfiguração abala minha língua, eu definho em silêncios seguidos de chuvas de letras, ou chuvas de letras seguidas de definhosos silêncios.

Dentro de tuas mãos minhas maçãs constroem asas e aeroplanos. Elas desejam um plano de fuga. Mas você as aperta com tanta e tão doce delicadeza, que o plano se aborta.

Meus olhos procuram essa face subjugada, mas só encontram paz.

Durmo parcialmente descarnada e acordo uma nova mulher.

(Dentro deste segredo mora um anjo, um anjo que se chama solidão.)

Um comentário:

Bia Pacheco disse...

Acho que agora ficamos mais próximas mesmo, não? Vou poder ler o que você tem produzido e trocar figurinhas, pois eu também vou correr para comprar o livro do Suassuna.
Lindo texto esse!
beijos
Bia