ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sábado, 8 de dezembro de 2007

JARDIM DAS BONECAS ÁRABES

Arabian Garden´s dolls
Nivea Moraes Marques


Arábico, arabesco, árabe. Moram bonecas árabes no meu jardim. Seus olhos pintados lembram paisagens egípcias nunca vistas. Pintam seus pés com tinta jaspe e cobrem-se de panos magenta e carmim. Dançam com pejo infantil umas danças que os jasmins podem reconhecer. Jardinando esses quadros, circundada por córregos espessos, mas rasos, sobram bananas, abacaxis e maçãs que a noiva oferece nas núpcias nababescas que logo se realizarão ente ela e o noivo.

Todas as meninas árabes estão em jejum e dormem sonhando com o mágico que maneja malabares e imita o engatinhar do jaguar. Há jaguares por todo o jardim e eles também dormem, encantados pela novena das meninas.

Depois do jejum, como nutriz que se revela e se entrega a sua santa tarefa, serão servidos flores comestíveis de aromas almiscarados, água fresca e óleos jaspe para os pés enfeitados se reavivarem. A dança requer todos esses cuidados e a alegria será vestida, com vestidos de crepe e de cetim nácar.

As luminárias acesas esconderão a lua e o sol, o delicado da luz se esquecerá que a vida lá fora é muito, muito maior que esse jardim.

As jarras conterão um líquido da macadâmia que não sendo álcool (e não tendo as suas contra-indicações) manterá os que dele beberem em estado de sonho, estado de sonho bom, então estaremos todos preparados para ouvir aquilo que se tem pra ouvir num momento como esse.

As pedras que enfeitam o chão também já não dormem mais e aceitam as pegadas que se vão imprimindo em suas costas, jandaia cantará seu belo canto, e as palavras em arabescos renovarão todas as promessas, majorando a extravagante maravilha de celebrar, celebrar-se, celebrações para a vida, que sempre é a nossa verdadeira companheira.

Nenhum comentário: