ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

SUPORTAR O SOL

O corpo não basta
Nivea Moraes Marques


O corpo não basta pra me levar aonde não quero ir mais
O corpo não basta pra causar o cansaço que o sono não refaz
O corpo não basta
e não se desfaz na ponta da faca
de quem não tem coragem pra matar o corpo que basta

Reflito em espelhos o corpo que me dá asas,
ele não é mau,
ele é apenas só, o corpo que me basta

Se me atravessasse a quadra
Se me derrubasse a porta
Se me pendurasse em janelas
eu poderia dizer que tenho o corpo que pesa
que tenho o corpo que pende
que tenho o corpo que abisma

Mas o corpo não basta pra levantar
esteiras
pra preparar estradas
pra suportar o sol

Mas o corpo não serve pra navegar
esquadras
pra castigar os medos
pra suplantar o sal

O corpo que basta não carrega pedras
nem serve de água à sede

O corpo que basta definha em redes
O corpo que basta não se defende
da tarde
não compreende as falas
nem pede beijo ou se cala

O corpo que basta reprisa,
em voz rouca, “Todos os nomes”
de um personagem sem nome
O corpo que basta não insinua
ele é apenas, só o corpo que me basta.

Nenhum comentário: