ESTRELA DAS ÁGUAS BLOG DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

COLOMBINA & PIERRÔ

Sexta-feira da paixão
Nivea Moraes Marques



"Que a terra pra chegar à primavera
mudou três vezes de estação."
Beto Guedes e Ronaldo Bastos

















pintura de Rosina Becker do Valle



Colombina antes do carnaval chegar


Para que um pássaro maior
pudesse se atirar sobre o meu colo
era preciso, então, que eu me calasse?
Rezasse muda os desígnios que eram
pra ser meus...

Acontece num sorriso distraído,
meu decote desaba em cascata multicor
meu peito exala uma delicada chuva de confetes
Descosturam-se de minhas extremidades
vários passarinhos de papel

Não caminho pelas ruas
Não moro numa casa
Meus acenos, sem lenço e pranto e despedida,
é como um sol precipitado: natimorto.

Ignoro o que me faz ter dentes
Ignoro a hemorragia que desmilingüe
meu coração

Sob a pele,
as estrelas da noite queimam
Calam-se
(habituadas à escuridão)















Pierrô apaixonado

Os peixes, submersos, ignoravam nossa vigília

Como passarinhos de papel
Suas mãos modelavam o meu canto

O mar, num trabalho exaustivo e permanente,
Riscava todo o meu corpo de espuma e sal

Minhas tuas mãos amassavam a areia
Traduziam os gritos
Que meu folêgo afogado em tua boca
silenciava

Um comentário: